Esses sites de mídia social vão saciar sua sede de quarentena

Os sites de cames estão lucrando com o aumento do tesão.

A vida em quarentena significa que a multidão de solteiros está enfrentando uma seca sexual cataclísmica.

Mas para os excitados e socialmente isolados, há uma maneira de satisfazer o desejo: o site de mídia social OnlyFans. Em março, anunciou salto de 75% em novas inscrições.



Pense no OnlyFans como o primo atrevido do Instagram.



Por uma taxa mensal, os assinantes têm acesso ao feed pessoal de um artista, com fotos e vídeos que são muito quentes até mesmo para o 'gram'. Há nudez, sim, mas as postagens também podem ser mais leves, como usar uma determinada cor de calcinha ou lingerie com base em pedidos de seguidores.

Bem-vindo à nova era do tesão

Em geral, estes são tempos de boom para o negócio de bem-estar sexual:



  • As vendas de brinquedos sexuais estão subindo, e lojas online como Unbound Babes estão vendo em dobro seus pedidos médios.
  • O Pornhub está se divertindo com um 18% de aumento de tráfego desde 24 de março, quando anunciou um mês grátis de seu serviço premium.

Mas as maiores inovações estão acontecendo no espaço de performance. Como uma escolta colocou Nova york revista: ' Todo mundo está filmando agora .”

  • As inscrições de artistas do CamSoda aumentaram 37% em março em comparação com o ano passado, e o ManyVids relatou um aumento de 69%.

Muitos artistas estão se voltando para o Instagram clubes de strip itinerantes , onde eles entram em feeds ao vivo e dançam por vários minutos com seus nomes de usuário do CashApp pairando em primeiro plano.

Alguns desses clubes de strip acumularam até 60 mil espectadores – e, em casos raros, enormes gorjetas para dançarinos. Um artista contou O jornal New York Times que ela ganhou US $ 18 mil no Instagram Live durante a quarentena.

Profissionais do sexo não têm outras opções

O salto para a transmissão ao vivo é uma questão de sobrevivência. Com o país abrigado, suas fontes usuais de renda secou , e não possuem as proteções trabalhistas oferecidas aos demais profissionais.

O pacote de alívio de coronavírus para pequenas empresas bloqueia explicitamente qualquer pessoa que faça “performances ao vivo de natureza sexual lasciva” de solicitar ajuda.

Mas ganhar a vida com sites como OnlyFans é uma muito trabalho : os artistas gastam até 80 horas por semana pensando em conteúdo, coordenando com os seguidores e promovendo suas páginas - tudo em troca de assinaturas mensais de US$ 5 a US$ 10.